Home » Sem categoria » Azul Marinho (ou Peixe com Banana Verde)


Setembro 12, 2009 | Visitas: 2
1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (Sem votos)
Loading...
Azul Marinho (ou Peixe com Banana Verde)
Autor: 
 

Preparacao
  1. O melhor é de gonguito com banana São Tomé bem verde e gorda e caldo com pimenta malagueta – dirão alguns. Não creio, o melhor é de garoupa ou de sargo-de-beiço, com banana nanica e pirão com farinha de mandioca do Ubatumirim – dirão outros. A bem da verdade, essas discussões limitam-se a questões acessórias. Porém, a farinha tem que ser bem forneada, o peixe fresco, de preferência de costeira, e a banana, gorda e bem verde. Eu prefiro o gonguito, mas este pequeno bagre desapareceu. Já encomendei até para pescadores do mar-alto; mas não tem jeito, extinguiu-se ou foi extinto. Os mares de hoje não estão para peixe.
  2. O peixe-com-banana-verde é o prato característico da gastronomia caiçara do Litoral Norte de São Paulo. Se o camarada tomar umazinhas antes, dá uma soneira de lascar. Neste caso, se for no verão, o ideal, depois de uma pratada, é uma boa rede debaixo de um arvoredo no terreiro da casa. O bom é comer de noite, no jantar, é mais fresquinho e tem gente que diz que o danado é um tremendo afrodisíaco. Agora, não se deve exagerar na cachacinha ou na caipirinha, senão a coisa desanda. Aí, o melhor remédio é dormir o sono dos deuses. Marinhos, de preferência. Na verdade, é um prato de fácil digestão. A moleza e a lassidão que dá logo após ingerí-lo é passageira.
  3. O nome Azul Marinho é por causa do cozimento em panelas de ferro que antigamente se fazia. O contato do ferro com a cica da banana faz com que o caldo se torne escuro, meio azulado. Já em panelas de alumínio isso não ocorre.
  4. O pirão- Ah! O pirão! Tem quem prefira feito direto no prato – o escaldado -, amassando primeiro a banana cozida, depois vem a farinha e por último o caldo bem quente por cima, misturando-se tudo com o garfo. Este é o modo mais típico. Outros preferem-no feito na panela, sem a banana, dissolvendo-se lentamente a farinha no caldo até ficar pastoso.
  5. Se sustenta- É só perguntar para velhos caiçaras, aos que ainda restam, aqueles que vinham para a cidade pelo mar, de praias distantes, remando suas canoas por horas a fio. É uma alimentação herdada de índios e adaptada por portugueses. Seus ingredientes – a banana, a farinha de mandioca e o peixe -, no passado, haviam em abundância. Ah, ia me esquecendo, a cachaça também. A melhor, para mim, foi, sem dúvida, a Ubatubana. Dela ainda falaremos aqui no UbaWeb. Quanto ao Azul Marinho, você que está nos acessando agora, se nunca comeu e lhe deu água na boca, experimente fazer. A receita completa será publicada no próximo UbaWeb.
  6. Agora, o bom mesmo é nos fazer uma visita, caso nunca tenha vindo a Ubatuba. Seja bem vindo e bom apetite!

MAIS VISTOS

    Sorry. No data so far.

© 2006-2017 Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade | Contacto: maisreceitas@gmail.com